Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.fucamp.com.br/jspui/handle/FUCAMP/456
Título: Uso de fonte de fósforo com substâncias húmicas no desenvolvimento de feijão cultivado em vasos
Autor(es): Silva, Thiago Nunes da
Orientador: Duarte, Ivaniele Nahas
Palavras-chave: Nutrientes;Substância húmica;Phaseolus vulgaris L
Data do documento: 28-Jun-2019
Resumo: O Feijão (Phaseolus vulgaris L.) é destacado e caracterizado como um dos principais alimentos consumidos no Brasil. Tamanha importância se dá pelo fato deste apresentar alto valor nutricional, disponibilizando aos consumidores nutrientes essenciais à alimentação humana, como proteínas, carboidratos e ferro principalmente. Porém, a maioria dos solos brasileiros possui baixo teor de fósforo disponível e isto é considerado como um fator de grande limitação para sua produção. Surge como opção a esta deficiência a utilização das substâncias húmicas, que são compostos resultantes da matéria orgânica no qual são capazes de agirem beneficamente na parte física, química e microbiológica do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar o uso de adubação fosfatada em conjunto com substância húmica no desenvolvimento do feijão. O experimento foi instalado na casa de vegetação da Fundação Carmelitana Mário Palmério-FUCAMP em Monte Carmelo - MG. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados (DBC), com 10 tratamentos e três repetições totalizando assim 30 parcelas. Os tratamentos foram à aplicação do fertilizante Superfosfato Simples (SSP) em diferentes doses (0, 30, 60, 120 e 240 kg ha-1 P2O5) com e sem substância húmica. Os tratamentos foram aplicados nos vasos anteriormente ao plantio. Cada parcela foi composta por um vaso de 5 kg de solo e duas plantas de feijão. A colheita foi realizada 32 dias após o plantio, foram avaliados: a massa fresca e seca do sistema radicular, bem como o comprimento do mesmo. Foi verificado que o uso da fonte de fósforo com substâncias húmicas contribuiu para o aumento tanto da matéria fresca como da matéria seca do sistema radicular, porem não afetou o comprimento do mesmo (raiz principal do feijoeiro). Sem a substância húmica, a massa fresca e seca do sistema radicular aumenta na medida em que se aumenta a dose de fósforo. Com a substância húmica, a melhor dose é 144 (MFSR) a 149 Kg ha-1 P2O5 (MSSR).
URI: http://repositorio.fucamp.com.br/jspui/handle/FUCAMP/456
Aparece nas coleções:Agronomia - Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Usofontefosforo.pdf1,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.